Sobre Mim

Sou uma pessoa, antes de tudo, altruísta.
Gosto muito de conhecer, sou curioso.
Tenho vários interesses, entre os quais: ciência, história, tecnologia, filosofia, literatura, música, cinema, poesia e cultura em geral.
Sou um leitor compulsivo, apaixonado pela vida.
Religioso no que tange a convivência, moral e à fé.
A música e o cinema são uma paixão, assim como o gênero feminino.(Não necessariamente nesta ordem!!!).
Gosto de cultivar amizades, a gentileza e sensibilidade são uma constante em minha vida. Assim como uma afeição extrema à família. Sinceridade. Acredito e pratico inteiramente a sinceridade. Talvez possa parecer piegas (é piegas!), mas sou uma pessoa que acredita no amor. Ele é a única coisa que pode nos salvar da loucura de nosso mundo (um mundo excessivamente cheio de correria e sem poesia e carente de apreço à beleza).
Sou insistente e procuro sempre realizar o que pretendo e sonho. Mas, na verdade, como diz Pessoa: “que sei eu do que serei, eu que nem sei o que sou?”.
Curiosidade, instinto, paixão, conhecimento, altruísmo. Estas palavras me definem.

Desde 2011 sou o líder da Rede Ousadia, a rede de jovens da IEQ da Estação Experimental. Um grande desafio entregue pelo Pai e que espero e me esforço todas as semanas para corresponder…

Quanto ao resto (o que não é tão importante assim), bem, sou Bacharel em Sistemas de Informação pela UFAC, cursei três anos e meio do curso de Jornalismo, já trabalhei em escritório de contabilidade, fui professor desde os 14(e meio) (Informática, Matemática, História, Redação, Organização de Empresas, Inglês, Programação, Algoritmos, Álgebra enfim, um monte de coisas), fui policial civil (4 anos), fui Analista de Sistemas concursado do estado do Acre (um ano!), hoje sou Servidor Público Federal, trabalho com Tecnologia da Informação desde os treze anos. Já desenvolvi algumas coisas (muitas coisas), fiz muitos sites, trabalhei com suporte e manutenção (detesto!), trabalhei na CGTI da SEJUSP durante 4 anos. Hoje sou  Funcionário Público Federal, APF no DPF. Fui professor da União Educacional do Norte (Uninorte) das disciplinas de Algoritmos e Álgebra Relacional, além do Curso Técnico da Contil(as disciplinas de Introdução à Processamento de Dados, Inglês Técnico, Informática Básica e Avançada e Organização de Empresas).

Hoje voltei a lecionar na Uninorte as disciplinas de Fundamentos de Programação e Algoritmos e Estruturas de Dados. Já lecionei bastante aulas particulares, incluindo para a AIEC (Curso de Administração), a disciplina de pré-Cálculo e Cálculo(até derivadas de funções de uma variável). Também lecionei Webdesign na SOS Informática e na IESACRE (um dos primeiros, senão o primeiro curso do Acre!). Sou um apaixonado pela sala de aula e pela capacidade de poder ensinar alguém. Já ajudei muita (muita mesmo) gente em resenhas, artigos, fichamentos, resumos, monografias nas áreas de Informática, Ciências Sociais (adoro Filosofia e Sociologia), Administração de Empresas e Matemática. Todos os anos tenho turmas particulares de Redação(parei há quatro anos!).

Amo a Tecnologia da Informação e a forma como ela sustenta toda sociedade globalizada atual. Fui voluntário lecionando aulas e palestras de História (outra paixão) além de ministrar palestras anti-drogas, de matemática e de TI.

Na verdade, sou um professor à moda antiga, palestrante excessivamente coloquial e brincalhão, péssimo piadista, mas bom de papo, de conversa e chato quanto à posicionamentos e meus pontos de vista e argumentos.

É isso…

10 Comentários Add your own

  • 1. Diógenes  |  quarta-feira, 28 fevereiro, 2007 às 12:15 pm

    bom Ed, gostei de vc, mais quem parece q nao gostou muito de vc foi o pessoal do TROTE, POW MEU TE TACARÃO OVO!!

    Curtir

    Responder
  • 2. gesse moura  |  quarta-feira, 21 março, 2007 às 5:25 pm

    todo poblema tem solução! Porque o que não já está solucionado

    Curtir

    Responder
  • 3. gesse  |  quarta-feira, 28 março, 2007 às 3:05 pm

    Programar é criar
    Uma idéia de sua cabeça vira um “ser vivo” que habita o computador e se relaciona com outros programas e seres humanos.

    Programar é um desafio
    Para concretizar idéias, vários problemas e obstáculos aparecem e é preciso fazer algoritmos para resolvê-los.

    Programar é se dedicar
    Mesmo depois de “pronto” o programa, sempre há algo a melhorar, bugs para corrigir, versões para lançar.

    Programar é um prazer
    É um brinquedo que não enjoa. É sempre diferente, é sempre uma aventura.

    Curtir

    Responder
  • 4. gesse  |  quarta-feira, 28 março, 2007 às 3:06 pm

    http://aurelio.net/bin/#primeira

    Curtir

    Responder
  • 5. A turma do 4º Periodo SI - Uninorte  |  segunda-feira, 16 abril, 2007 às 8:24 am

    Professor Edy, vc esta em debito com a turma de sistema de informção 4º período, ficou de manda o material da prova e ate hoje não mandou…Por favor enviar urgentemente, o mais rápido possivel.Obrigado!!

    A turma do 4º Periodo SI – Uninorte

    Curtir

    Responder
  • 6. Vinícius - 4º período  |  quarta-feira, 2 maio, 2007 às 2:58 pm

    Professor Ed gostaria de saber o nome de algum prog para desenhar um MER, estou com uma missão do prof. Marcelo.
    Grato!

    Curtir

    Responder
  • 7. edkallenn  |  quinta-feira, 3 maio, 2007 às 3:58 pm

    Vou procurar pra vc Vinícius.

    Abs.

    Ed.

    Curtir

    Responder
  • 8. alexandre martins  |  sábado, 2 junho, 2012 às 1:47 pm

    oi meu nome é alexandre, gostaria de saber um pouco mais sobre sistema de informação…é claro se não for muito encomodo pra você.se você tiver dicas de livros ou sites, desde já agradeço pela força…

    Curtir

    Responder
  • 9. Nathália  |  quinta-feira, 20 agosto, 2015 às 11:42 am

    Olá, faço o 2° ano de Sistemas de Informação na Unipar, estou quase desistindo do curso por pressão da familia, pois dizem que não tem campo aqui na região, e q eu deveria ter feito adm ou contabeis. Devo desistir? Vale a pena desistir de algo q lutei pra conseguir pra tentar não entrar em depressão?

    Curtir

    Responder
    • 10. edkallenn  |  sexta-feira, 21 agosto, 2015 às 5:39 pm

      Cara Nathália,
      Se esse for o seu sonho, lute por ele. Faça-os entender como isso é importante para você. Dedique-se ao máximo e todo o mais será consequência de seu estudo e de seu trabalho. Eu acredito que você possa vencer os receios de sua família. Um pouco de conversa, esforço e dedicação será resolvido. Abs e obrigado pela visita!

      Curtir

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


%d blogueiros gostam disto: