Respondam-me: Sistemas de Informação é um curso difícil?

quarta-feira, 13 agosto, 2014 at 7:09 pm Deixe um comentário

Publicado originalmente em 3 de abril de 2007. A discussão continua extremamente atual. Até hoje é o post com a maior quantidade de visualizações deste humilde blog!

Computador de papel: o conteúdo da forma

Ontem (03/04), um aluno me disse depois de uma aula que estava abandonando o curso. Fiquei curioso, claro, e perguntei o motivo de tal desistência. Qual não foi minha surpresa quando ele disse que era porque o curso era “difícil”, que se “precisava estudar muito”, que o “índice de desistência e repetência era alto” e que tinha muito cálculo. Isso depois de ter estudado um ano e meio do curso.

Claro que eu fiquei consternado, afinal, é a minha área e eu sou apaixonado por ela. Mas isso me fez ir para casa pensando as razões do aluno.

Primeiro, o motivo de que precisa estudar muito não me convence, pois, que área do conhecimento humano não se deve estudar muito para se formar? Medicina? Direito? Educação Física? Química? Biologia? Física? Não acredito. Todos os campos do conhecimento são vastíssimos e a produção científica cresce exponencialmente a cada ano, portanto, para…

Ver o post original 441 mais palavras

Entry filed under: Crônicas "informáticas". Tags: .

O homem que encheu o universo com um mar de elétrons – Paul Dirac Sexta-feira, dia de recomendações – draconianos e nerdologias

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Follow Computador de papel: o conteúdo da forma on WordPress.com

Feeds

direto do Twitter

O Computador de Papel

O computador de papel nada mais é do que a tentativa de "humanizar" o computador, trazê-lo para a fantasia lúdica da realidade, fazê-lo compreendido pelos milhares que o usam, mas não o entendem. Nasceu de minhas viagens intelectuais defronte da tela de fósforo um dia em que ele retrucou-me: decifra-me ou te devoro. Para não ser devorado, ousei decifrá-lo. É também onde posto minhas aulas, meus trabalhos, minhas impressões de um pouco de nada sobre coisa nenhuma. É o local onde falo das minhas paixões, entre elas, a música, o cinema, a TI e a ciência. É um espaço de discussão sobre a realidade do computador, sua influência, seus avanços, o exercício do óbvio que é mostrar a sua importância no e para o mundo. Tem o estilo de seu criador, acelerado, com um tom sempre professoral, tresloucado, por vezes verborrágico, insano, nevrálgico, sem arroubos literários, atônito e contemplativo diante da realidade, apaixonado, livre, feito para mostrar que a TI é antes de tudo, feita por gente!

Estatísticas do blog

  • 118,174 cliques e contando...

Agenda de posts

agosto 2014
S T Q Q S S D
« ago   dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

%d blogueiros gostam disto: