Archive for abril, 2007

Shame on me!! + links

Computador de papel envergonha-se de tanto tempo sem atualizações devido ao grande volume de provas para corrigir. Mas, sai pela tangente deixando alguns links para os nerds apaixonados…

* Para quem lê em inglês, nada mal tentar este ftp recheado de e-books.

* Um excelente howto de como instalar o PHP e Oracle XE Express Edition no OpenSuse 10.2. link aqui.

* Para controlar o orçamento online, vale dar uma visitadinha no gratuitíssimo spesa (em português e todo em web 2.0)

* Quem quiser conhecer o Ajax (ou para quem acha que isso é um alvejante). Clique aqui.

* Para quem, como eu, é fã de papéis de parede. Estes são diretos do Flickr. Clique aqui e gere os seus.

* Se você deseja extrair o texto de PDF’s bloqueados, clique aqui (online)

* Dê logo um jeitinho de aprender Inglês. Clique aqui e inscreva-se para receber lições diárias grátis.

* Não deixem de conhecer o Portal do Software Público Brasileiro

* Para quem quer aprender Delphi, nada melhor do que a Bíblia do Delphi

Bom, tá bom. Vou voltar a corrigir minhas provinhas…

Agradeço à grande maioria dos links ao Thunder Boy. Valeu!

Até mais!!

Anúncios

quinta-feira, 26 abril, 2007 at 6:02 pm 5 comentários

Em débito…

De fato, estou em débito com a turma 216052, pois falta postar material para a prova. Corrigida a falha. Basta clicar aqui.

Até mais, pois vou postar mais material…

segunda-feira, 16 abril, 2007 at 6:39 pm Deixe um comentário

Notas de Aula 7, 8 e 9

Disponíveis as notas das aulas 7, 8 e 9. Basta clicar aqui

Abs e até segunda.

domingo, 8 abril, 2007 at 6:23 pm 1 comentário

Respondam-me: Sistemas de Informação é um curso difícil?

Ontem (03/04), um aluno me disse depois de uma aula que estava abandonando o curso. Fiquei curioso, claro, e perguntei o motivo de tal desistência. Qual não foi minha surpresa quando ele disse que era porque o curso era “difícil”, que se “precisava estudar muito”, que o “índice de desistência e repetência era alto” e que tinha muito cálculo. Isso depois de ter estudado um ano e meio do curso.

Claro que eu fiquei consternado, afinal, é a minha área e eu sou apaixonado por ela. Mas isso me fez ir para casa pensando as razões do aluno.

Primeiro, o motivo de que precisa estudar muito não me convence, pois, que área do conhecimento humano não se deve estudar muito para se formar? Medicina? Direito? Educação Física? Química? Biologia? Física? Não acredito. Todos os campos do conhecimento são vastíssimos e a produção científica cresce exponencialmente a cada ano, portanto, para ser um bom profissional temos que estudar muito em qualquer área, principalmente Sistemas de Informação.

Isso leva à regra de ouro do aluno de Sistemas de Informação ( e de qualquer curso): Há três princípios para ser um bom aluno: estudar, estudar e estudar. E quando terminar, continuar estudando. Portanto, esse não pode ser o motivo. Afinal, em qualquer curso se estuda muito. Isso, se o camarada quiser ser um bom profissional.

“O curso é difícil”. Tá certo. Mas e medicina, não é? Imaginem só: o corpo humano tem quilômetros de vasos sangüíneos, trilhões de células, bilhões de neurônios, milhões de divisões, centenas de órgãos, sistemas, aparelhos tudo com uma nomenclatura incompreensível para a maioria dos mortais. E direito. No Brasil só de Legislação Tributária há dezenas de milhares de Leis. Fora Constituição, CP, CPP, Legislação do Trabalho, dos Servidores, Código Civil, enfim. Eu não conheço nenhuma área do conhecimento “fácil”! O conhecimento exigido atualmente é imenso em qualquer área e a interdisciplinariedade é quase uma obrigação. Portanto, não pode ser isso.

A desistência no começo é normal em qualquer curso. Afinal, escolher uma profissão com 16, 17, 18 anos é extremamente difícil. E a reprovação é conseqüência direta da quebra da regra de ouro do aluno. Portanto, não é isso.

“Tem muito cálculo”. Sim,  temos que fazer umas continhas. Nada muito complicado ou muito além do que necessitamos no dia-a-dia. Excetuando-se a Álgebra Linear e o Cálculo, não temos nada muito diferente do que já estávamos acostumados no segundo grau. Agora, Matemática é uma área absolutamente necessária para qualquer cidadão em qualquer época. A Matemática é o que possibilitou o desenvolvimento humano e a toda a teconologia que dispomos hoje. Sem ela, nada disso que temos existiria. Na verdade, acho que temos pouca matemática no curso de SI. Isso mesmo, pouca. Só temos nos dois primeiros anos. A Matemática é necessária para “pensarmos melhor”, aprimorarmos a lógica, apefeiçoarmos o entedimento analítico de um problema e compreendermos de forma mais eficiente alguns conceitos abstratos da TI. Os alunos de Ciência da Computação têm muito mais Matemática e isso não faz o curso ter mais ou menos candidatos desistentes do que outros cursos.

Enfim, não é isso. Portanto,  a única conclusão que posso chegar é que quem desiste do curso depois de cursar um ano e meio é porque ainda não havia se decidido quando iniciou. O que vocês, alunos, acham?

Ganhar dinheiro fácil no Brasil, sem estudar, só tem um jeito: ou vira político ou traficante (ou os dois!! rsrs). Na verdade temos uma quantidade imensa dos dois em “nosso país”, e talvez esse seja o problema….

Abs.

terça-feira, 3 abril, 2007 at 12:52 pm 181 comentários


Follow Computador de papel: o conteúdo da forma on WordPress.com

Feeds

direto do Twitter

O Computador de Papel

O computador de papel nada mais é do que a tentativa de "humanizar" o computador, trazê-lo para a fantasia lúdica da realidade, fazê-lo compreendido pelos milhares que o usam, mas não o entendem. Nasceu de minhas viagens intelectuais defronte da tela de fósforo um dia em que ele retrucou-me: decifra-me ou te devoro. Para não ser devorado, ousei decifrá-lo. É também onde posto minhas aulas, meus trabalhos, minhas impressões de um pouco de nada sobre coisa nenhuma. É o local onde falo das minhas paixões, entre elas, a música, o cinema, a TI e a ciência. É um espaço de discussão sobre a realidade do computador, sua influência, seus avanços, o exercício do óbvio que é mostrar a sua importância no e para o mundo. Tem o estilo de seu criador, acelerado, com um tom sempre professoral, tresloucado, por vezes verborrágico, insano, nevrálgico, sem arroubos literários, atônito e contemplativo diante da realidade, apaixonado, livre, feito para mostrar que a TI é antes de tudo, feita por gente!

Estatísticas do blog

  • 126,219 cliques e contando...

Agenda de posts

abril 2007
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30